ALIMENTAÇÃO

Feichtenberger é a segunda empresa de Itapetininga credenciada com o SISBI
Permite a venda de produtos para todo o Brasil

O setor de agronegócio avança em Itapetininga. A empresa Feichtenberger é a segunda do município a conquistar o credenciamento SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal), junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Na prática, com a obtenção do selo, a empresa pode vender seus produtos em todo o território nacional.

As cidades incluídas neste sistema tem o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) reconhecido como equivalente ao SIF, que atua em nível federal. Desde 20 de janeiro de 2020, a portaria nº 2 do ministério publicada no Diário Oficial da União determina que os setores de laticínios e embutidos instalados em Itapetininga possam ser incluídos neste novo cadastro, desde que cumpram as regras sanitárias do órgão federal. 

Para a prefeita Simone Marquetto, entre outras vantagens, a implantação do novo sistema sanitário tende a criar empregos diretos e indiretos, além de aumentar a arrecadação de ICMS e demais impostos para o município. A previsão é que cresça o número de estabelecimentos formalizados e ampliação da cadeia produtiva em todo o setor do agronegócio. O consequente aumento da produção interfere diretamente positivamente na economia da cidade.  

Com a possibilidade de comercializar para outras regiões do País, o produtor precisará adquirir mais matéria-prima, beneficiando direta e indiretamente outros setores. A administração municipal também já pediu o reconhecimento sanitário para os produtos derivados da abelha e de ovos de granja. “Fortalecemos o agronegócio da nossa cidade com grandes possibilidades de geração de emprego”, enfatizou a chefe do Executivo. “É mais desenvolvimento para toda a região”, afirmou a prefeita Simone.

Feichtenberger

O empresário Rogério Feichtenberger, que pertence à 3ª geração da empresa fundada em 1933, conta que fez o pedido para obter selo SISBI há dois anos. Toda a estrutura do prédio foi alterada para se adequar as normas sanitárias. Foram realizadas reformas com a contratação de um escritório de engenharia civil para os projetos.

“Novas parcerias podem surgir. O meu sonho é a abertura de uma franquia. Nosso nome é forte”, revelou. De acordo com o empresário, ele terá que reduzir o preço final para atender o mercado atacadista, pois até hoje ele atua apenas no varejo. “Eles terão que comprar para revender”, salientou. Com a notícia, a esposa de Rogério, Eliana enviou um áudio agradecendo o empenho da prefeita Simone Marquetto e de sua gestão para o credenciamento junto ao SISBI.

Estas foram suas palavras: “Quero agradecer a você, prefeita, por ter trazido o SISBI para Itapetininga. Agradecer a sua secretária de Agronegócio, Walkyria Tavares e todos de equipe dela que ajudaram para isso. Hoje, Feichtenberger faz parte do SISBI. Estamos muito felizes. Agradecemos de coração. É Deus. Sempre será Deus. Por isso, agradecemos a você, Simone Marquetto.”

São 15 tipos de linguiças e 30 de defumados, que envolvem linguiça tradicional defumada, salsicha branca, salsicha Berger alemã, salame de lombo, pernil defumado, paleta defumada, lombo defumado, pernil e tender defumados, frango e coxa de peru defumados, bisteca de porco defumada, joelho de porco defumado, entre outros.

O fundador da empresa foi seu avô Carlos, nascido em St Gallen, na Suíça, que chegou em Itapetininga em 1933 que foi trabalhar numa fábrica de linguiça. O proprietário decidiu deixar a cidade, mas o jovem permaneceu. Pouco tempo depois alugou um barracão na rua Bernardino de Campos, com a Peixoto Gomide, onde iniciou suas atividades com a produção de linguiça de porco e banha, em que permanece até hoje. “Já estamos chegando a 4ª geração, com meu filho Gabriel, de 14 anos”, finalizou Rogério.



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Assine nosso canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ALIMENTAÇÃO  |   27/11/2020 15h02

Itapetininga - SP
 




ALIMENTAÇÃO  |   31/10/2020 17h59

Itapetininga - SP
 

ALIMENTAÇÃO  |   10/05/2021 10h44