SAÚDE

Em SP, 41 hospitais estaduais não têm mais pacientes com covid-19
Queda nas internações decorre da vacinação


© José Cruz

De 91 hospitais públicos do estado de São Paulo, 41 deles já não têm mais pacientes internados com covid-19. O cenário, segundo o governo paulista, é resultado da campanha de vacinação: 85% da população do estado já completaram o esquema vacinal.

Entre as unidades sem pacientes com covid-19 estão o Hospital Estadual de Diadema, Hospital de Base de Bauru, Hospital Regional de Jundiaí e outros da capital paulista, como o Dante Pazzanese, o Hospital de Taipas e o Hospital Geral de Vila Penteado.

Desse total de hospitais estaduais, 11 deles têm apenas um paciente internado. Outros 24 têm menos de dez  internados, a maioria deles em enfermarias. Nos demais, o número ainda é superior a dez internações.

"A vacinação impactou o controle da pandemia no nosso estado. Mas continuamos avançando na vacinação para que não tenhamos qualquer risco com eventuais variantes que possam ocorrer", disse hoje (30) o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

Vacinação para idosos

Por isso, na semana passada, São Paulo deu início à vacinação de quarta dose para pessoas com idade acima dos 80 anos e, no próximo dia 5 de abril, pretende iniciar a vacinação de quarta dose para idosos acima de 60 anos.

Há oito semanas consecutivas, o estado vem apresentando queda nas internações e, há cinco dias, esse número fica abaixo de duas mil pessoas internadas, considerando enfermarias e unidades de terapia intensiva (UTI).

Desde janeiro, quando o estado enfrentou a terceira onda da pandemia, com o pico provocado pela variante Ômicron, as internações caíram 84%.

Neste momento, a taxa de internação em unidades de terapia intensiva (UTI) no estado de São Paulo está em 23%, com 672 pessoas internadas em estado grave e cerca de 1,2 mil pessoas em enfermarias. No pico da terceira onda da pandemia, no fim de janeiro, o estado chegou a ter 11 mil pacientes internados, tanto em enfermarias quanto em UTIs.

A taxa de internações vem caindo mesmo com a liberação do uso de máscaras em ambientes abertos e fechados, com exceção de hospitais e transporte público.

"Estamos completando duas semanas dessa flexibilização e não observamos nenhum impacto [negativo] nos indicadores, tanto em casos quanto em internações e óbitos, que se mantêm em padrão de descida", disse Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo.

Com essa queda nas internações por covid-19, o governo de São Paulo agora pretende liberar leitos para atendimento de outras doenças.

"Com índices superiores a 90% da população elegível vacinada com duas doses, temos reduzido diariamente o número de internados no estado e, com isso, direcionado os leitos para atendimentos de outras patologias", disse o secretário de Saúde.


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Assine nosso canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   04/07/2022 21h39

Itapetininga - SP
 




SAÚDE  |   01/07/2022 17h24

Itapetininga - SP
 

SAÚDE  |   01/07/2022 16h17

Itapetininga - SP