ESPORTES

Juliana Murosaki se classifica para o Panamericano de Badminton no México
Aluna de projeto social de Itapetininga é líder do ranking nacional na categoria duplas.


© Prefeitura de Itapetininga

Juliana Murosaki tem apenas 13 anos e já está pronta para representar Itapetininga no Panamericano de Badminton, em Acapulco, no México no mês que vem. A competição que será entre os dias 19 e 23 de julho vai receber atletas de todo o continente americano.

Mas, diferentemente de atletas de outras cidades, Juliana deu seus primeiros passos e segue até hoje em um projeto social, junto à Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude de Itapetininga. Segundo Leiko Konno, que é a fundadora do projeto e professora de Juliana, o projeto é essencial para a formação esportiva da jovem, dando a estrutura necessária para a atleta.

Recentemente, Juliana trouxe grandes conquistas para o esporte da cidade. Na última edição do Campeonato Nacional, no primeiro trimestre de 2020, ela garantiu uma prata na categoria de duplas femininas sub-15. Em 2019, ela garantiu duas medalhas de ouro e uma de bronze em etapas do Nacional. A jovem também está na terceira colocação do ranking nacional na categoria solo sub-15.

Há 6 anos no projeto, Juliana se demonstrou bastante empolgada com a possibilidade de disputar uma competição continental representando Itapetininga, carregando com orgulho o nome da cidade, ao lado de tantas medalhas que já conquistou.

Leiko comenta também que, caso não aconteça mais nenhuma competição nacional até o fim do ano, Juliana também garante índice para a disputa do Sulamericano, que será em dezembro, ainda sem local definido.

Sobre o projeto

Leiko comanda as aulas de badminton em Itapetininga há 10 anos. Tudo teve início quando sua filha Letícia passou a se interessar pelo esporte, incentivando a mãe a acompanhá-la em competições. Isso cativou Leiko a fazer mais do que apenas torcer, criando a motivação para começar o projeto.

Hoje, com 20 atletas federados, Leiko conta com a ajuda de Letícia para realizar os treinos, que até o momento seguem pausados por conta da pandemia. A diferença é que agora a filha tem uma carreira construída dentro do badminton, com seis participações em Sulamericanos, Letícia ganhou a medalha de ouro em duas ocasiões: no Chile, em 2013 e no Peru, em 2018.

Ao todo, desde sua criação, o projeto esportivo já atendeu quase mil crianças itapetininganas, sempre contando com o trabalho da Secretaria de Esportes de Itapetininga. As aulas do esporte normalmente acontecem na EMEF “Profª Maria Apparecida Idálio” e na EMEF “Profª Rosa Badin Vieira”, mas no momento seguem paralisadas, por conta da pandemia.


Galeria de Fotos:



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Assine nosso canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ESPORTES  |   16/09/2021 15h24

Itapetininga - SP
 




ESPORTES  |   14/09/2021 16h27

Itapetininga - SP
 

ESPORTES  |   14/09/2021 16h14

Itapetininga - SP